HOME •  INFORMAÇÃO • Artigos
Princípios Bíblicos Fundamentais

OS SETE PRINCÍPIOS BÍBLICOS FUNDAMENTAIS

A proposta aqui é de apresentar estes sete principais princípios descritos no livro de Gênesis na bíblia. Estes mesmos princípios são padrões de pensamentos que poderão ser identificados em muitos outros lugares na bíblia e também em situações da vida, pois fazem parte da organização implícita da Criação. Podemos raciocinar através deles e conduzir os nossos pensamentos para tomarmos decisões seguras com base nos padrões de pensamento do próprio Criador. Estes mesmos princípios são também encontrados regendo todo mundo natural em nossa volta. São os princípios com os quais o criador estabeleceu toda a sua Criação.

Na educação escolar podemos encontrar estes princípios nos rudimentos de cada disciplina(ou assunto acadêmico) e através deles podemos fazer associações para questões morais e até espirituais. Na escola cristã o currículo é sempre desenhado para nutrir as quatro dimensões(física, intelectual, moral e espiritual) e desenvolver a criança integralmente, desta forma, a utilização dos princípios como temas transversais aos assuntos é de extrema importancia como fator integralizador de todas as disciplinas e da própria vida. O resultado disto é um conhecimento que produz vida e sabedoria e equipa o aluno com uma grande capacidade de discernimento para as decisões da vida.
Este princípios não são os únicos, eles poderão ser expandidos e combinados de modo a compor muitos outros, da mesma forma como podemos escrever uma sinfonia com apenas sete notas musicais.
Como proposta educacional, a Abordagem por Princípios*, ou como é conhecida no Brasil, a Educação por Princípios, além de toda a sua fundamentação em uma filosofia cristã de educação, também utiliza-se de um método de ensino e aprendizagem reflexivo. Neste método(o método dos 4 passos) são identificados em cada disciplina  os seus princípios fundantes e a partir daí todo o estudo do assunto passa a ser orientado por este princípio. Daí a importância de conhecermos estes sete princípios mais abrangentes, pois todos os demais, de alguma forma estarão sustentados por um ou mais destes. 

São eles:

1. Gênesis 2:15
“Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no Jardim do Édem, para o cultivar;”
Isto significa trabalhar arduamente, afadigar-se, ou seja, implica forjar caráter.
Princípio de Deus de Caráter: O desejo de Deus de formar a imagem e a natureza de Jesus dentro do cristão, através de pressão e conflito.

2. Gênesis 2:15
“... e o guardar
Isto significa observar, tomar conta com atenção, guardar com cuidado, implicando uma mordomia.
Princípio de Deus de Mordomia: Deus, como proprietário de todas as coisas, tem dado ao homem a responsabilidade de possuir propriedades externas e internas.

3. Gênesis 2:16b e17
“De toda a árvore do jardim comerás livremente mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás”
Estas foram as instruções de governo provando o domínio próprio de Adão.
Princípio de Deus de Governo: (Autogoverno ou Domínio próprio) O plano de Deus é que todas coisas sejam governadas de dentro para fora.

4. Gêneses 2:17b
“porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”
- Isto implica causa e o efeito da desobediência, ou seja a lei da semeadura e colheita
Princípio de Deus de Semear e Colher: Quando alguém dá, o retorno é reproduzido e esta é a maneira de Deus de plantar e colher a verdade: semear e colher.

5. Gêneses 2:19 – 23
“... todavia não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea”.
- Aqui Deus pensa junto com Adão levando-o a dar nome a todos os animais da criação, os quais vinham em pares, permitindo assim que Adão chegasse à mesma conclusão com relação ao plano de Deus para ele.
Isto implica Soberania, onde um Deus soberano discute com sua criação mais elevada, permitindo-lhe planejar, julgar e executar junto com Ele.
Princípio de Deus de Soberania: Deus, como o Supremo Soberano de todas as coisas é a fonte e a força da soberania do homem.

6. Gêneses 2:20
“Deu nome o homem (Adão) a todos os animais domésticos, as aves do céu”
- Isto implica a individualidade de toda a criação, tendo variedades distintas e natureza singulares. Isto também estabelece o fundamento do domínio do homem sobre a Terra como a criação superior.
Princípio de Deus da Individualidade: Todas as coisas que Deus criou tem uma identidade distinta.

7. Gêneses 2:24
“Pôr isso deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois
uma só carne.”
- Isto implica o estabelecimento de um pacto sobre a Terra, expressado pela primeira vez na família.
Princípio de Deus de União(Pacto ou Unidade): Todas as coisas são designadas para funcionarem em harmonia internamente mesmo que permaneçam distintas. É necessário ter unidade interna antes que exista harmonia.

Aqui estes princípios foram apresentados de maneira muito suscinta a partir do relato do estabelecimento da primeira família no livro de Gênesis. Para mais informações sobre estes sete princípios, contate-nos ou adquira o livro "As sete colunas da Sabedoria - de Paul Jehle" no site da AECEP.

Veja também uma outra visão destes princípios com base em textos do Novo TestamentoOs sete princípios bíblicos

PRINCÍPIOS X DISCIPLINAS

Toda a Criação(o mundo natural) revela a glória, sabedoria e o caráter do seu autor – Deus. No mandato cultural dado por Ele ao homem de dominar sobre a sua Criação, temos a responsabilidade de conhecer o mundo a nossa volta para, como bons mordomos, para administrá-lo da melhor maneira usufruindo dos seus recurso com responsabilidade. Cada disciplina básica é uma destas áreas a serem dominadas.
Os conteúdos das disciplinas são os veículos através dos quais Deus expressa sua natureza. A bíblia é o divino catalisador que abraça a verdade e lhe dá significado. A verdade é a unidade de todo conhecimento. Todas as matérias são reconhecidas como uma revelação de seu corpo unificado de verdade. A bíblia deve ser central para todos os cursos de estudo. Não é a quantidade de bíblia ensinada, mas antes os princípios bíblicos que permeiam os currículos em todos os níveis e em cada disciplina que farão a diferença. Sl 19:8
É o raciocinar com a revelação da verdade bíblica que ilumina todas as disciplinas. Um fundamento bíblico é colocado para cada matéria e os princípios revelam a natureza e o caráter de Deus através delas. A bíblia promove o critério pelo o qual todas as matérias são julgadas. (Christian Curriculum Design – Elizabeth Youmans)

Modelo sugestivo de interação entre as componentes curriculares(disciplinas) com os princípios.

Interação entre os principios e as  as disc disciplinas

Nota: as disciplinas são apresentadas de forma paralela apenas para visualização do corpo de conhecimentos similares, porém ao longo do processo elas tecem juntas a compreensão da realidade geral através da sua interação. A interação dos princípios é similar a proposta dos PCNs para os temas transversais.

Bibliografia:
Parent-Teacher Training Manual of The New Testament Christian School, by Paul W. Jehle
Teaching and Learning America’s Christian History: The Principle Approach, by Rosalie Slater

 

Comentários:

- Terezinha Amaral
- Terça, 17 de Abril de 2012 às 00:12:59
---------------------------------------------------------------------------

Mensagem: Sou professora e trabalho em uma Creche por Princípios, gosteu muito desta reportagem. Vocês estão de parabéns. Precisamos a cada dia mostrar as nossas crianças a importancia da Palavra de Deus. obrigada!!!! 



Clique para comentar este ARTIGO.
(Obs.: Seu e-mail não será divulgado.)

INSTITUCIONAL
MULTIMÍDIA
INFORMAÇÃO
OUTROS
Rua Cícero Fernandes Pimenta, 433 - Monte Castelo - Parnamirim-RN Fone 84 3272.3432
© 2007-2018 Imago Dei Instituto de Educação Cristã
ConexãoDigital.com