HOME •  INFORMAÇÃO • Notícias
Comemorações do Dia das Mães na Escola

Mamães do ImagoDei!!

O ano passado, com o tema "Mãe coruja", comemoramos o Dia das mães na escola. Lembra? Que ocasião inspiradora, não foi?
Acabamos por perceber que toda mãe tem um pouquinho deste instito de coruja. Carinho, cuidado, proteção, provisão e apreço nunca faltam a esta mães dedicadas.
Qual a medida deste cuidado? Até onde deve ir a "corujisse" de uma mãe? Até onde este cuidado cego com os filhos é saudável? Foram estas algumas das reflexões que a Diretora Daniella provocou naquela ocasião.
Nota: se você desejar uma cópia desta palestra completa, solicite por nosso contato de e-mail que a enviaremos.

Este ano, mais uma vez estaremos reunidos para uma comemoração muito especial para as mamãe. Aguardem os detalhes! Como escola, aproveitamos sempre estas ocasiões culturais, sempre encorajando os filhos a honrarem os seus pais.

Atenção Filhos!

Lembre-se de ir preparando um cartão ou uma homenagem para a sua mamãe, honre-a pela passagem do seu dia. Por que não também comprar uma lembrancinha para homenageá-la? Fale para ela o quanto você a considera importante. Faça tudo isto com capricho e mantenha sigilo até o dia!



Veja também um pouco da história da Mãe Coruja


A Coruja e a Águia

Conta uma fábula que um dia a coruja encontrou a águia, e disse-lhe:mãe coruja
- Oh águia, se vires uns passarinhos muito lindos em um ninho, com uns biquinhos muito bem feitos, olha lá não os coma, que são os meus filhos!
A águia prometeu-lhe que não os comeria; foi voando e encontrou numa árvore um ninho, e comeu todos filhotes. Quando a coruja chegou e viu que lhe tinham comido os filhos, foi ter com a águia, muito aflita:
- Oh águia, tu foste-me falsa, porque prometeste que não me comias meus filhinhos, e mataste-nos todos!

Diz a águia:
- Eu encontrei uns pássaros pequenos num ninho, todos depenados, sem bico, e com os olhos tapados, e comi-os; e como tu me disseste que os teus filhos eram muito lindos e tinham os biquinhos bem feitos, entendi que não eram esses.

- Pois eram esses mesmos, disse a coruja.

- Pois então queixa-te de ti, que é que me enganaste com a tua cegueira.

Moral da história: Quem o feio ama, bonito lhe parece.


Essa fábula é atribuída ao surgimento da expressão "mãe coruja "pois aos olhos das mães os filhos são sempre perfeitos e lindos, o coração de uma mãe é o lugar mais seguro do mundo e se precisar até sangra por um filho.

Existe um provérbio Iídiche (Israel) que diz: "Deus sabia que não poderia estar em todos os lugares, então criou as mães.", o provérbio significa que o amor de Deus se manifesta através do amor materno e a dimensão que representa ser mãe é algo tão grandioso que nós como filhos só entendemos o dia em que nos tornamos pais.

Assim hoje quando olho para trás e vejo os erros que cometi posso também ouvir a voz da minha mãe me falando para não fazer ou então para fazer, se ao menos eu tivesse ouvido algumas de suas palavras poderia ter evitado muito dos erros que cometi, mas na época não queria escutar e não tinha a consciência do poder que tinham essas palavras sobre a minha vida.

O lado bom de tudo isso é saber que os erros também são necessários para o nosso crescimento e que muitas vezes a voz da minha mãe se calou, pois sabia que o silêncio também é necessário, pois sabia que muitas vezes é errando que se aprende a acertar, que é chorando que se aprende a sorrir, que é perdendo que se aprende a vencer, que é caindo que se aprende a levantar.

A voz suave da minha mãe que me ninava com suas canções que vinham do coração, a voz firme da minha mãe que brigava comigo porque queria me ver na linha e no caminho certo, a voz carinhosa da minha mãe me dando os melhores conselhos que alguém já me deu, o silêncio de quando ela não estava por perto e tudo que eu mais queria era ouvir novamente a sua voz.

Mãe foi com você que eu aprendi a viver e amar e tudo que eu tenho de melhor em mim é graças a sua dedicação, carinho e amor, mãe obrigado por ter sido o que você sempre foi para mim, uma mãe(não existe outra palavra no universo para descrever), obrigado por me fazer sorrir e chorar, por me fazer crescer e me encontrar.

Sabe qual é a coisa que pode ser uma das mais tristes do mundo?  Uma mãe chorando pelo destino de seus filhos.

E uma das mais belas? A imensa gratidão que habita o coração de um filho pelo amor de sua mãe.

Por toda a minha vida a sua voz e as suas palavras vão fazer eco na minha consciência e calaram fundo para sempre na minha alma e em todo meu coração.
E quando meus dias na terra acabarem e o meu último pensamento passar pela minha cabeça, será em você que irei pensar, mãe?

Fonte: http://www.contandohistorias.com.br/historias/2004469.php (consultado em 02/05/2011)

 

 


Comentário de uma mãe
por e-mail

 

Parece que a palavra tema  “mãe coruja” tem ecoado em todos os cantos da floresta! As corujas não falam em outra coisa. Todas agora estão mais atentas a não se excederem nas suas “corujices” absurdas que poderão deformar os seus filhotes. Vejamos um destes ‘ecos’ em uma família da floresta ImagoDei.

Por ocasião da palavra ministrada, escrevi um texto que gostaria de compartilhar:
- "Corujas são da classe dos estrigídeos, ou seja, são aves que possuem vôos silenciosos, devido a estrutura das penas.  APRENDI ASSIM COM AS CORUJAS: meu vôo também é silente, longe de gritos!  Para a intercessão, não é necessário alvoroço, para exortar, basta uma conversa tranqüila.  Uma coruja trajada de penas de mansidão e tranqüilidade num vôo silente muito pode realizar na educação dos filhos.

- Corujas tem uma habilidade ímpar: conseguem girar o pescoço em 270 graus para qualquer lado e com olhos separados.  APRENDI ASSIM COM AS CORUJAS: sempre atenta a tudo: “Vitor, como foi a prova hoje, meu filho?”  E olho fichário, verifico histórico de internet, pesquiso segredos do coração.   Uma coruja de olhos bem abertos para tudo!

- Corujas fazem seu próprio ninho: são elas mesmas que cavam e decoram seu ambiente.  APRENDI ASSIM COM AS CORUJAS:  sim, Vitor dorme em uma colcha de listras com cores alegres, escolhida assim para contrastar com a cor escura de sua cama.  Meu ninho é sempre limpo e organizado como merecem os meus filhotes.  Corujas atentam para o “bom andamento de sua casa”.

- Corujas são o símbolo da sabedoria.  Corujas são o símbolo da Pedagogia!  Comprar um bom livro por R$ 49,90 ? Uma merreca!  R$ 100,00 reais por um bom curso?  Que barato!  Uma viagem que o edificará por R$ 200,00? Uma balela! Todas as coisas tem um preço e a vida do meu filhote, um valor altíssimo.   APRENDI ASSIM COM AS CORUJAS:  invisto, sim, e, acima de tudo, entendo que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria. Nada é tão caro quando se trata em investir na vida do filhote.

- Só me distingo em uma coisa das corujas: diferentes destas, que tem hábitos solitários, preciso tanto desse bando Imago Dei para agregar-me e me congregar a corujas mais experientes que eu, que podem ser um braço protetor para o ninho da família Vitalino.
Imago Dei, obrigada pelos 12 de ministração já recebidos no Dia das Mães!

por Angélica Vitalino (mãe coruja dos filhos Vitor e Lucas)



Para saber mais:

[ O Dia das Mães e a escola cristã ]

[ Poemas às mães ]

[ cartão digital para as mamães - aqui ]

 

 


INSTITUCIONAL
MULTIMÍDIA
INFORMAÇÃO
OUTROS
Rua Cícero Fernandes Pimenta, 433 - Monte Castelo - Parnamirim-RN Fone 84 3272.3432
© 2007-2018 Imago Dei Instituto de Educação Cristã
ConexãoDigital.com